MUSEU DR. JOSÉ OLAVO MACHADO

  • Publicado em: 27/11/2020 às 11:17   |   Imprimir

 

Instituição cultural criada pela Lei Municipal nº 900 de 08 de Outubro de 1985.
O nome do Museu foi dado em homenagem ao Dr. José Olavo Machado, que foi advogado criminalista, jornalista, líder político, historiador e dedicou-se ao magistério, lecionando língua portuguesa no Colégio Sepé Tiaraju, do qual foi um dos fundadores. Escreveu duas obras: «História de Santo Ângelo» e «O Rio Grande do Sul no Período Republicano». Nasceu em 29 de julho de 1897 em São Gabriel, vindo para Santo Ângelo em 1923. Faleceu em 1983.
 
Casa Ulysses Rodrigues
 
O prédio que abriga o Museu Municipal constitui-se numa das mais antigas edificações do período pós-jesuítico. Construído entre os anos de 1870 e 1880 pelo português Bernardo José Rodrigues. O prédio foi tombado como patrimônio municipal pela lei nº1.794 de 20 de abril de 1994. Sua arquitetura guarda característica colonial portuguesa do SÉC XIX (pedras da Redução de San Angel Custódio) e influência do estilo neoclássico (ornamentos e frisos na fachada).
Compõe atualmente o Centro Histórico juntamente com a Rua Missioneira, Praça Pinheiro Machado, Catedral Angelopolitana e Prefeitura Municipal.
 
ACERVO EM EXPOSIÇÃO:
 
Cultura Guarani - Período Pré-Jesuítico
 
* Artefatos em pedra e cerâmica usados pelos índios guarani, que habitavam a região antes do contato com os primeiros homens brancos, evangelizadores da Companhia de Jesus.
* Machadinhos, esferas, boleadeiras em pedra, Igaçaba (Urna Funerária) em cerâmica cozida produzida pelos indígenas.
 
Redução Jesuítico - Guarani San Angel Custódio
 
*Telhas, tijolos, ladrilhos em barro cozido produzido pelos índios no período reducional.
*Acervo que compõe o «Círculo das Imagens Missioneiras» como esculturas em madeira e entalhes em pedra grés, artefatos em metal e cerâmica.
*Maquete mostrando o traçado da redução jesuítica de San Angel Custódio, fundada em 1706 pelo Padre Belga Diogo Haze, que se localizava no espaço atualmente ocupado pela Praça Pinheiro Machado e seu entorno.
*O jardim interno do Museu abriga material arqueológico desse período.
 
Repovoamento - História de Santo Ângelo
 
* Relaciona-se com o repovoamento de Santo Ângelo, a partir de 1859, onde colonizadores reutilizaram remanescestes das construções reducionais para erguer novos prédios, formando assim o núcleo inicial da atual Santo Ângelo que emancipou-se de Cruz Alta em 22 de março de 1873.
* Conta com acervo proveniente da contribuição de imigrantes formadores da etnologia local e por peças 
usadas na fase inicial da indústria e comércio locais, objetos referentes à administração, à cultura e ao lazer.
 
 
 Exposições Temporárias
 
* Espaço usado para expor tanto o acervo museológico como as empresas, escolas, artistas e variados segmentos da comunidade.
 
Acervo Gatz
 
Instrumental médico que permaneceu ao Dr. Willy Gatz, um dos primeiros médicos de Santo Ângelo, fundador do Hospital Gatz.
 
Curiosidades
 
Objetos curiosos que compõe o acervo museológico retratando diferentes aspectos da cultura e dos costumes locais.
 
Artefatos de Trabalho 
 
Utilizados em vários tipos de ofícios que ajudaram a impulsionar o desenvolvimento local.
 
Usos e costumes do gaúcho
 
Objetos usados nas lidas campeiras, cotidianas e no lazer do povo Rio-grandense.
 
 

NUCLEO DE ARQUEOLOGIA

 

O que é um sítio arqueológico?

É uma região que abriga evidências de ocupações humanas de tempos remotos, ou seja, guarda importantes artefatos que revelam informações sobre os seres humanos que habitavam na região a centenas ou até milhares de anos atrás.

 

Aonde existem sítios arqueológicos?

Existem diversos sítios arqueológicos pelo mundo, mas você pode encontrar um inclusive em Santo Ângelo. Os cidadãos de Santo Ângelo, muitas vezes mesmo habitando muitos anos neste município desconhecem a riqueza histórica aonde “pisam”. Isto porque Santo Ângelo abriga um Sítio Arqueológico que se situa no entorno da Catedral Angelopolitana e engloba também algumas quadras que ficam nestas proximidades.

 

Onde fica o Sítio Arqueológico de Santo Ângelo?

As ruas que compreendem o Sítio Arqueológico de Santo Ângelo formam um quadrilátero em torno da Catedral Angelopolitana, a imagem a seguir representa os limites de aonde se situa o sítio:

Ou seja, o Sítio Arqueológico tem por limites a Rua 7 de Setembro ao norte,  Avenida Marechal Floriano ao leste, a Rua 15 de Novembro ao oeste e a Avenida Rio Grande do Sul ao sul. Toda essa área é protegida pelo decreto-lei federal nº 25 de 30 de novembro de 1937, que discorre sobre a proteção do patrimônio histórico e cultural nacional e pela lei federal 3.924, de 26 de julho de 1961 que dispõe sobre os monumentos arqueológicos e pré-históricos.

Considerando que desde o ano de 1998 existe o registro do Sitio Arqueológico de Santo Ângelo junto ao IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) a região ao entorno da Catedral de Santo Ângelo encontra-se protegida legalmente por abrigar importantes vestígios da ocupação jesuítico-guarani, além de vestígios de ocupações humanas mais antigas.

Como é feita esta proteção?

Sempre quando ocorre uma intervenção no solo na região do sítio arqueológico, servidores municipais autorizados pelo IPHAN realizam uma breve verificação da área a fim de identificar a possível presença de vestígios arqueológicos. Cabe ressaltar que esta verificação não tem nenhum custo para o proprietário do imóvel.

 

Mas por que preservar?

Nenhum ser humano nasce sem um passado, herdamos conhecimentos e técnicas de nossos antepassados, de igual modo transferimos este conhecimento às gerações vindouras, então ao preservarmos o patrimônio histórico e arqueológico mantemos um importante registro da história humana para a posteridade, tornando assim no futuro, uma maior compreensão da sociedade que a produziu.

 

Como posso ajudar?

O Núcleo de Arqueologia do Museu Municipal Dr. José Olavo Machado tem como responsabilidade preservar este passado, deste modo, necessitando de qualquer informação você pode nos contatar pelo telefone (55) 3312-0171.

Além disso, comunique sempre a Secretaria Municipal de Obras de Santo Ângelo, quando for realizar alguma obra ou construção nas ruas da região do mapa que está representado na figura ao lado:

Atendimento NUCLEO

De Segunda à Sexta das 8:30h às 11:30h e das 13:30h às 16:30h.

Telefone: 055 3312 – 0171

 

ATENDIMENTO MUSEU

Agendamento prévio para grupos:
(55) 3312 7193
(55) 3312 0173
mjom85@hotmail.com
 
De Terça à Domingo das 9h às 12h e das 14h às 17h.
 
Rua, Antunes Ribas, 1008 , Centro.
 

Santo Ângelo/Missões/RS/BRASIL